sábado, 21 de fevereiro de 2009

Ofestival da carne

E o verão chegou
Talvez antes do momento certo
Mas no exato momento necessário
Essa nova circunstância que nos liga nesse festejo
A festa da carne ou vulgarmente o “carnaval”
Estou à beira de um colapso
Ou à beira da loucura
E me divirto
Rio com os meus nesse momento fútil de pervesão
O juízo me pediu benção
E eu aprovei, pois nada melhor que a melhor sanidade
Abençoando resquîcio de libertinagem.


Yuri Rabelo

3 comentários:

lucas disse...

tb sempre q posso apareço aqui pra te ler...
refresco pra alma.
se cuida viu. saudades...

Apollyon disse...

Não sou muito adepto a estas festividades. Gostei do texto. Abraço

Douglaz disse...

na última vez que estive aqui, esqueci de dizer....