domingo, 2 de março de 2008

Asas para voar até o os olhos verdes


verde, veludo em folhas
veneno destilável
verdade perigosa
proximidade arriscada

dor e sorriso
verde ofuscado
e coração partido
clichê

deus do sol
rainha do vento
príncipe da alegria
soldado do amor

se quiser eu posso levar uma flor laranja
e um chocolate para você de vez em quando
numa hora inesperada

mas
não sei mais onde lhe buscar
agora estou preso

no plano idéias
planto! cheiro verde, tempero do olhar
pano de retalhos
alimento momento
abraço corpo
piscina toque
roupão quente
bebida forte
luar
palavras pro texto
mel distante
vontade sem resposta

mãos atarefadas

algumas vezes quando tive vontade de estar com você
liguei
desejei seu bem de longe e mandei um beijo

Asas para voar até o os olhos verdes

Yuri Rabelo

2 comentários:

leo disse...

nas viagens fictas
estão as melhores histórias
e os melhores doces

parabens mais uma vez,
gosto muito das coisas que leio por aqui

Lucas Valentim disse...

"se quiser eu posso levar uma flor laranja
e um chocolate para você de vez em quando
numa hora inesperada"

Isso é de uma sutileza, tão cotidiana, tão real e tão poética.
Queria ver mais, viver mais momentos assim... Adoro tua escrita.