quarta-feira, 20 de junho de 2007

Leve

Leve mais um pedaço do meu coração
Leve meu ser, minha pequena matriz de tudo que eu sou
Leve meu puro olhar que chora em silêncio alguns dias
Leve meu suor impregnado no nosso pecado
Leve meu sorriso que transborda minha alegria
Leve meu amor que me mata a cada dia
Leve meu gozo desprendido em mil noites de prazer
Para todos os fins
Leve-me


Yuri Rabelo

Um comentário:

Dene disse...

Leve...
Leve como pluma...sólido como ser...Seu texto tem a leveza do seu sorriso e a sensualidade do seu olhar!
Leve...
Leve ,mas profunda viagem no corredor mais secreto d nós mesmos!!
Amei!
Leves bjos c gosto d poesia p ti,meu novo amigo!